Qual a importância da equipe médica em um tratamento de fertilidade

A cada ano, o número de casais brasileiros que buscam uma clínica de reprodução humana para realizar um tratamento de fertilidade aumenta. Isso ocorre por diferentes motivos, que podem envolver problemas devido à idade avançada ou infertilidade em homens e mulheres.

Ao perceber naturalmente que existe um problema para engravidar, o primeiro passo é encontrar ajuda em uma clínica especializada. A equipe médica envolvida em centros de reprodução assistida deve estar capacitada e qualificada não só para a realização dos procedimentos de forma segura. 

É fundamental que os profissionais envolvidos possam realizar o acompanhamento adequado durante todo o período de tratamento. Para você entender melhor a importância da equipe médica em um tratamento de fertilidade, continue a leitura a seguir!

Qual é o passo a passo geral de um tratamento de fertilidade

O tratamento de fertilidade é iniciado com uma consulta com especialistas em reprodução assistida. Nesta etapa, é realizado o diagnóstico preciso dos pacientes e, após a avaliação e resultados dos exames solicitados, o médico deve constatar qual o tratamento de fertilidade adequado.

Estimulação dos ovários

Em seguida, é realizado o estímulo da ovulação, com o objetivo de aumentar a produção de óvulos na mulher. Para isso, medicações hormonais são realizadas como estímulo para elevar as possibilidades da gravidez. Esse processo dura entre 9 a 12 dias.

Controle dos óvulos

Após a estimulação, é realizado o controle dos óvulos, com especialistas acompanhando de perto a produção dos óvulos por meio de ultrassom transvaginal. Para que o processo de maturação seja realizado, a mulher recebe o hormônio HCG (gonadotrofina coriônica humana). Entre 34 e 36 horas após a aplicação, é possível agendar a coleta dos óvulos.

Coleta dos gametas

A coleta dos óvulos é feita por uma agulha fina, que é conectada a um aparelho de ultrassom, responsável por guiar o especialista na coleta dos óvulos. Antes do procedimento, a mulher recebe a sedação, evitando desconforto. Sua duração é de 20 a 30 minutos.

Já a coleta do sêmen para o tratamento de fertilidade é feita no mesmo dia que a retirada dos óvulos. A obtenção é realizada por meio da masturbação ou retirada de espermatozoides direto do testículo. Para a quantidade adequada, o homem deve abster-se da ejaculação de 2 a 3 dias antes da coleta.

Caso o tratamento envolva deficiência na produção de espermatozoides, produção independente ou casais homoafetivos femininos, o banco de sêmen é uma alternativa que pode ser considerada.

Fertilização

O processo de produção do embrião pode ser feito de duas maneiras: por FIV (Fertilização in Vitro) convencional, ou seja, com os gametas unidos no laboratório para a fecundação. Ou por meio de ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides), quando o especialista retira manualmente e, com a ajuda de um microscópio, injeta o melhor espermatozoide dentro do óvulo. 

Desenvolvimento do embrião

Depois de feita a inseminação, os embriões são mantidos em uma incubadora por 2 a 6 dias para o desenvolvimento. A análise é feita pela equipe responsável e o paciente é informado da qualidade do material que foi produzido.

Transferência de embriões

Por fim, depois de selecionar o embrião, ele é transferido para a cavidade uterina da mãe por meio de um cateter, guiado por ultrassom. Esse processo se assemelha a um exame ginecológico comum, e é indolor. Após realizado, é recomendado que a mulher faça repouso até o teste de gravidez, 9 a 13 dias após a transferência embrionária.

Teste de gravidez

Caso o resultado do teste de gravidez seja positivo, o ideal é repetir o exame depois de 2 dias. Confirmada a gestação, o próximo passo é a realização de um ultrassom com 21 dias após primeiro teste de gravidez.

A equipe médica vai acompanhar você em todas as etapas do tratamento

Boa parte do tratamento de fertilidade pode ser realizado por ginecologistas e urologistas, de acordo com a causa da infertilidade, rastreando e diagnosticando as causas que resultam na dificuldade de uma gravidez. 

No entanto, outras especialidades também apresentam papéis fundamentais no processo, como o endocrinologista, quando há necessidade do equilíbrio metabólico, o ultrassonografista, responsável pela realização de exames de ultrassom e captação de óvulos, anestesiologistas, e a equipe de enfermagem. 

Afinal, os enfermeiros são profissionais encarregados por realizar cuidados e acompanhamento da paciente durante o período em que ela permanece na clínica, fornecendo orientações que devem ser seguidas. Ao lado do médico especialista em reprodução humana, a equipe de enfermagem tem o contato mais próximo com os pacientes.

Durante a coleta de óvulos, o embriologista é o responsável pelos procedimentos, realizando o processo com profissionalismo e cuidado, contribuindo para que o tratamento de fertilidade seja um sucesso.

Importante também considerar o apoio psicológico e nutricional nos tratamentos

A alimentação tem papel muito importante em homens e mulheres no tratamento de fertilidade, visto que as funções vitais resultam de elementos químicos específicos que devem estar presentes no organismo. Por isso, o acompanhamento de um profissional nutricionista se torna essencial.

Da mesma forma, o psicólogo exerce grande função diante do tratamento de fertilidade. Afinal, realizar o sonho de ter um filho pode envolver expectativas e emoções que desencadeiam alguns transtornos como crises de ansiedade e até mesmo a depressão. Dessa forma, o aconselhamento e acompanhamento psicológico é também fundamental.

Toda a equipe é envolvida para dar mais segurança e eficiência aos tratamentos

Uma clínica de reprodução assistida deve contar com uma equipe multidisciplinar especializada e capacitada para oferecer um tratamento de fertilidade seguro e eficiente, oferecendo à seus pacientes: 

  • conhecimento profundo sobre cada caso;
  • tratamento personalizado e humanizado;
  • confiança e comunicação com a clínica;
  • informações sobre os procedimentos;
  • atendimento diferenciado;
  • assistência completa.

Na leitura de hoje, você pôde conhecer a importância de uma equipe médica qualificada diante do tratamento de fertilidade. Com um trabalho multidisciplinar em que a equipe valoriza todos os aspectos envolvidos no procedimento como um todo, os benefícios se estendem a todas as pessoas envolvidas.

Gostou destas informações? Então, confira também as vantagens de realizar um tratamento de fertilidade na Clínica Pró-Criar!

Equipe Médica Revisora do Texto

Dr. Ricardo Marinho, Dra. Hérica Mendonça, Dra. Leci Amorim, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.