Congelamento de óvulos: existe idade limite para congelar óvulos? Quais são os critérios?

RECEBA NOSSOS PRÓXIMOS
CONTEÚDOS EXCLUSIVOS:

    Compartilhe este post

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on whatsapp

    Devido às mudanças que um filho traz para a vida do casal, essa questão deve ser planejada com tranquilidade, considerando suas complexidades. Essas mudanças acontecem além da gestação, envolvendo também o período pós-parto e de crescimento da criança. Por isso, a busca pela gravidez tem sido cada vez mais tardia, graças a técnicas como o congelamento de óvulos.

    Com a possibilidade de proteger e prolongar a fertilidade da mulher, casais e mesmo mulheres sozinhas, esperam o momento certo para ter filhos, colocando a carreira e a estabilidade financeira à frente. Contudo, visto que a idade da mulher é um dos fatores de preocupação relacionados à fertilidade, existe uma idade limite para congelar óvulos? Continue acompanhando a leitura para descobrir!

    O que é o congelamento de óvulos e qual a sua importância para a preservação da fertilidade?

    O congelamento de óvulos é um procedimento em que os óvulos da mulher são coletados e submetidos ao processo de congelamento. Ou seja, são colocados em nitrogênio líquido, substância que reduz a temperatura a 196 graus negativos em poucos minutos, e então ficam armazenados.

    O congelamento de óvulos garante que casais realizem o sonho de ter filhos, mesmo após certa idade, mesmo com a queda na capacidade reprodutiva. Além disso, a técnica garante que mulheres em certos tratamentos, como o oncológico, ainda possam engravidar no futuro. Os casos mais indicados para o congelamento de óvulos e preservação da fertilidade, são:

    • mulheres que desejam engravidar após os 35 anos;
    • mulheres com casos de menopausa precoce na família;
    • mulheres que vão passar por radioterapia, quimioterapia ou cirurgias ovarianas;
    • mulheres que obtiveram óvulos em excesso durante tratamento de fertilização in vitro (FIV).

    Qual é a relação da reserva ovariana e o congelamento de óvulos?

    O congelamento de óvulos é uma alternativa que permite também a possibilidade de gestação para casais em tratamento de reprodução assistida e que a mulher apresenta baixa reserva ovariana, isto é, um número reduzido de óvulos saudáveis. Assim, o congelamento permite a realização de um banco de óvulos obtidos em diferentes ciclos do estímulo ovariano. 

    Como descobrir se ainda posso congelar meus óvulos? Quais os exames?

    Para descobrir se é possível realizar o congelamento de óvulos, a mulher deve procurar uma clínica de reprodução assistida para avaliação. O especialista deverá realizar uma consulta para obtenção do histórico e solicitar uma série de exames para avaliar a saúde da mulher, como de reserva ovariana (ultrassonografia, FSH e hormônio antimülleriano), outros hormônios relacionados à fertilidade, e exames como HIV, hepatite e outros.

    É possível dizer que não existe uma idade limite para o congelamento de óvulos?

    Para mulheres que escolheram esperar um melhor momento para realizar o desejo de ser mãe, o congelamento de óvulos é a melhor opção. Isso porque, a decisão costuma ser tomada por mulheres que já estão com idade entre 37 e 39 anos, período em que há uma diminuição da fertilidade natural e da qualidade dos óvulos.

    Entretanto, uma pesquisa da Reproductive Medicine Associates indica que as mulheres com maior chance de engravidar são aquelas que congelam seus óvulos antes dos 30 anos. Afinal, diversos fatores interferem na taxa de sucesso do tratamento, como:

    • idade em que o óvulo foi congelado;
    • técnica usada para o congelamento;
    • qualidade e quantidade de óvulos armazenados;
    • condições clínicas;
    • idade da paciente no momento da gestação.

    De modo geral, ao alcançar os quesitos para o sucesso do congelamento de óvulos, a chance de uma gravidez bem-sucedida em uma fertilização in vitro do óvulo é de 40%.

    Por isso, a idade limite para o congelamento de óvulos é de aconselhada por especialistas é de até 35 anos, momento em que a ovulação da mulher ainda é elevada. Após essa idade, é possível que a coleta do número de óvulos saudáveis seja menor. Ainda assim, quanto mais cedo for realizada a técnica, maiores chances a mulher terá de sucesso em uma gravidez.

    Como você pôde acompanhar ao longo da leitura, o método de congelamento de óvulos contribui para que mulheres realizem o sonho da maternidade em diversos casos. Com a técnica, é possível preservar a qualidade dos óvulos por tempo indeterminado. Isso garante que a gravidez seja adiada por motivos pessoais ou de saúde, e ainda assim aconteça. Contudo, para aumentar as chances de sucesso e eliminar riscos, essa coleta deve ser realizada o mais cedo possível. Quer saber o que você deve fazer para congelar seus óvulos? Então, agende uma consulta com um de nossos especialistas na Clínica Pró-Criar!

    Baixe agora nosso e-book com o tema Trintou Congelou

    Para ler

    Em seguida

    Português do BrasilEnglishEspañol