Solucione as suas 4 maiores dúvidas sobre gravidez

A gravidez pode ser um dos processos mais transformadores na vida de qualquer pessoa, inspirando e estimulando positivamente pais e mães. A chegada do filho é o clímax de uma série de acontecimentos profundos que se iniciam com a descoberta da gestação por um casal.

Não é de se surpreender, então, que a gravidez também gere muita ansiedade, medo e questionamento, principalmente por parte da futura mãe, que encara e sente todas as transformações físicas e mentais da gestação em primeira mão.

É pensando nisso que preparamos este post, em que abordamos 4 das maiores dúvidas sobre gravidez. Confira!

Posso fazer musculação durante a gravidez?

Muitas pessoas têm em suas rotinas a prática regular de exercícios, principalmente aqueles que fortalecem e tonificam os músculos em geral. Os médicos não proíbem totalmente esta prática durante a gestação, mas emitem alertas que devem chamar atenção da mãe: a musculação pode danificar ossos e músculos e causar hemorragias e lesões que diminuem o fluxo sanguíneo da placenta e, consequentemente, para o bebê. Isso pode levar ao quadro de sofrimento fetal agudo, situação perigosa para mãe e seu futuro filho.

Dessa forma, é recomendado para quem já está acostumado a ir rotineiramente à academia que diminua a intensidade e frequência desses exercícios. Nada de “puxar ferro” demais! Já para aquelas que nunca fizeram musculação, é mais prudente deixá-la para depois. Exercícios físicos mais tranquilos devem ser preferidos, como a caminhada ou hidroginástica.

Posso dormir de barriga para baixo?

Muitas mulheres gestantes questionam se há algum perigo em dormir de bruços e a resposta é não. Caso não cause nenhum desconforto, é totalmente aceitável que se durma nessa posição durante a gravidez. Entretanto, é provável que, após o quarto mês de gestação, dormir de barriga para baixo seja extremamente desconfortável para a futura mãe.

Por isso, médicos aconselham que a melhor posição de sono para uma gestante é a virada para o lado esquerdo com um travesseiro entre as pernas; desta forma, o útero e bebê não vão pressionar a veia cava inferior da mulher, o que pode causar também desconforto.

Posso ir a shows ou baladas com música alta?

Futuras mães e pais podem ficar tão ansiosos com a gestação que cessam completamente suas atividades de lazer usuais, mesmo quando não há nenhum motivo sério para isso. Se a gestante deseja ir a locais com música alta, não há nenhuma restrição definitiva.

Porém, alguns cuidados devem ser observados: evitar lugares quentes e abafados demais, estar devidamente hidratada e alimentada antes de ir em shows deste tipo e manter-se a uma distância mais segura do ponto de origem da música. A mãe também deve evitar ao máximo o consumo de bebidas alcoólicas — destilados são totalmente proibidos!

No terceiro trimestre da gravidez, o feto já tem seus sentidos quase que completamente desenvolvidos. Assim, locais com som excessivamente alto serão percebidos pela criança, que pode ficar agitada e ansiosa. Acariciar e falar próximo à barriga são estratégias que podem acalmar o bebê nestas horas.

Posso viajar de avião?

Médicos recomendam que se evitem viagens de avião, principalmente quando são muito longas, já que gestantes por si só têm cinco vezes mais chances de ter trombose quando comparadas com pessoas não grávidas. Em voo, no qual a futura mãe pode precisar ficar horas sentada, esse risco dobra. Além disso, a altitude pode estimular o parto prematuro após a 28ª semana de gestação. Por isso, viagens de avião devem ser encaradas com cuidado.

Essas são algumas das várias dúvidas que podem afligir gestantes em qualquer estágio da gravidez. Como regra geral, aconselhamos: na dúvida, consulte o seu ginecologista obstetra para maiores esclarecimentos.

Gostou de saber mais das dúvidas sobre gravidez mais frequentes? Deixe seu comentário ou dúvida aqui! Aproveite também para curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de mais assuntos legais como esse! Até a próxima!

Equipe Médica Revisora do Texto

Dr. Ricardo Marinho, Dra. Hérica Mendonça, Dra. Leci Amorim, Dr. Fábio Peixoto, Dra. Luciana Calazans e Dr. Leonardo.

0 Comentários

  1. Oi meninas, eu fiz musculação quase a minha gravidez inteira. Claro que sob supervisão e com todo o cuidado necessário. Minha obstetra e meu médico que já me acompanhava ficaram super seguros e me deram força. Nessas condições, eu recomendo!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"