Início > Criopreservação > Preservação de Gametas Masculinos

Canal Pró-Criar


Busca por tópico

Carregando...

Preservação de Gametas Masculinos

Disponível em

Belo Horizonte

(31) 3292.5299

Pouso Alegre

(35) 3422-9302

Entre em Contato

Fale Conosco
Agende Consulta
A preservação dos gametas masculinos consiste na possibilidade de congelar os espermatozoides para uso no futuro em diversas situações e com diferentes propósitos.

A Pró-Criar realiza o congelamento de sêmen nas seguintes situações:
  • Conveniência: caso haja possibilidade da ausência do homem no dia da realização da técnica de reprodução assistida, pode-se optar pelo congelamento prévio de uma amostra de sêmen, evitando assim a necessidade da presença do parceiro;
  • Pré-vasectomia: alguns homens optam por manter amostras de sêmen congeladas antes de realizarem a vasectomia, tornando possível a realização de técnicas de reprodução assistida caso desejarem;
  • Pré-quimioterapia: a quimioterapia pode prejudicar em graus variáveis a produção de espermatozoides. A decisão sobre o congelamento de sêmen e sobre o número de amostras congeladas deve ser tomada em conjunto com o paciente e com o médico oncologista. Quando os tratamentos já se iniciaram, as alterações na produção de espermatozoides intensificam-se e o resultado da autoconservação pode ficar bastante comprometido;
  • Câncer de testículo: o congelamento de sêmen possibilita a realização de técnicas de reprodução assistida nos casos indicados. Quando os tratamentos já se iniciaram, as alterações na produção de espermatozoides se intensificam e o resultado da autoconservação pode ficar bastante comprometido;
  • Material obtido através de biópsia testicular ou punção de epidídimo: nos casos de azoospermia (ausência de espermatozoides no ejaculado), alguns homens são submetidos a uma biópsia testicular ou punção de epidídimo para verificar a presença de espermatozoides. Caso positivo, os espermatozoides podem ser congelados para utilização em técnicas de fertilização assistida;
É importante informar aos candidatos a esse tipo de tratamento, que caso as amostras venham a ser utilizadas no futuro, o método mais indicado é a fertilização in vitro com Micromanipulação (FIV-ICSI) e não a inseminação intrauterina, como muitos pensam ou mesmo advogam.

Se a fertilidade masculina não ficar comprometida após o tratamento, as amostras devem ser descartadas após autorização do paciente, já que, segundo as normas da Pró-Criar, elas só podem ser utilizadas pelo próprio paciente e não podem ser doadas para terceiros.

Normas Éticas

Conselho Federal de Medicina – Resolução CFM n° 1.358/92
V – Criopreservação de gametas ou pré-embriões
1 – As clínicas, centros ou serviços podem criopreservar espermatozoides, óvulos e pré-embriões.
2 – O número total de pré-embriões produzidos em laboratório será comunicado aos pacientes, para que decida-se quantos pré-embriões serão transferidos a fresco, devendo o excedente ser criopreservados, não podendo ser descartado ou destruído.
3 – No momento da criopreservação, os cônjuges ou companheiros devem expressar sua vontade, por escrito, quanto ao destino que será dado aos pré-embriões criopreservados, em caso de divórcio, doenças graves ou de falecimento de um deles ou de ambos, e quando desejam doá-los.
 



Curta a nossa página

Acompanhe as novidades na página do Facebook

Sobre a Pró-Criar

 

Belo Horizonte
(31) 3292-5299 / (31) 2533-3800
Pouso Alegre
(35) 3422-9302
Desenvolvido por ACESSOWEB DESIGN